Curriculum Carla Rodrigues


Iniciou os estudos de Flauta Transversal na classe da Professora Ana Maria Ribeiro na Academia de Música de Santa Maria da Feira e no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Aveiro.
Frequentou a Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco (ESART) onde foi distinguida com numerosas Menções Honrosas e Bolsas de Mérito e onde concluiu a Licenciatura na classe do Professor Paulo Barros com a classificação máxima.
Frequentou várias Master Classes com flautistas de destaque internacional, tais como Patrick Gallöis, Aurèle Nicolet, Félix Renggli, Michael Hasel, Michel Debost, Bridget Bolliger, Paulo Barros, Berten D´Hollander, Ana Maria Ribeiro, Eduardo Lucena, Jorge Caryevschi, Nuno Inácio, Trevor Wye e Vicents Prats.
Foi selecionada para integrar a Orquestra Portuguesa das Escolas de Música em estágios realizados em Coimbra, Setúbal, Castelo Branco e em Évora com o Maestro Leonardo Barros.
Foi reforço convidado da Orquestra Clássica da Madeira e da Orquestra Sinfónica Casa da Música do Porto durante 14 anos, onde trabalhou com inúmeros maestros de destaque internacional. Realizou vários Festivais de Música com a Orquestra de Jovens de Santa Maria da Feira, várias Orquestras do XXI Festival de Música Erudita de Curitiba no Brasil, Orquestra dos Festivais de Música de Viana do Castelo e da Póvoa do Varzim, entre outros. Como bolseira da Câmara de Santa Maria da Feira pertenceu à Orquestra de Jovens e da Banda Sinfónica com os maestros Osvaldo Ferreira e Paulo Martins. Recentemente colaborou com o grupo Toy Ensemble, integrado na programação do XXIX Festival Internacional de Música do Pará (Brasil) e no âmbito da 11ª Edição do evento musical DIAS DA MÚSICA – As Letras da Música no Centro Cultural de Belém, onde trabalhou as obras do compositor e maestro Alexandre Delgado com o próprio.
Participou na 14ª Convenção Mundial do Método Suzuki com as Professoras de Flauta Anke van der Bijl e Sara Mangaretto em Turim e realizou o Curso de Professores Suzuki na Holanda (reconhecido nas Associações Europeias e Internacionais do método pedagógico Suzuki) com a Professora Anke van der Bijl (diretora de Flauta da Associação Europeia de Suzuki).
Foi convidada como orientadora de Master Classes no Conservatório de Castelo Branco e de Fátima, no Workshop da Banda da Candelária S. Miguel nos Açores, no XXIX Festival Internacional de Música do Pará (Brasil), na Academia de Música de Oliveira de Azeméis.
Recentemente foi convidada para participar na Convenção Internacional de Flautas Research ‘Hands on’ Flute em Aveiro com um Recital-Conferência denominado O Método SUZUKI no Ensino de Flauta Transversal, com a classe Suzuki da Academia de Música de Paços de Brandão – Classe Flaututti.
Atualmente é membro da Orquestra Filarmónica Portuguesa dirigida pelo Maestro Osvaldo Ferreira. É profissionalizada com nível de excelência pela Universidade Aberta e leciona a classe de Flauta Transversal na Academia de Música de Paços de Brandão (Santa Maria da Feira) onde aplicou pela primeira vez em Portugal o Método Suzuki para flauta transversal.